Cuba: dicas de Varadero, Havana e paraísos escondidos!

22 julho, 2018

 

Havana

Cuba é provavelmente um país diferente de qualquer outro que você já visitou ou irá visitar. Será uma viagem inesquecível e é quase certo de você voltar para casa com um ponto de interrogação na testa, pensando nas vantagens e desvantagens dos sistemas capitalista e socialista. Em Cuba, como bem sabemos, rege o socialismo. É essa particularidade que faz com que uma viagem ao país seja bem diferente das demais. Como? Por exemplo: pechinchar nem pensar! Rs Como tudo pertence ao Estado, não adianta bater de porta em porta nas agências de viagem em busca de passeios mais baratos, pois todos têm o mesmo valor. Rs

Uma das coisas que vão te chamar atenção por lá é como um sistema político e econômico afeta a sociedade e as relações que as pessoas têm entre si. Converse com os cubanos, pergunte como se sentem e vai ouvir variadas respostas. Mas esse é outro assunto, que pode render longas discussões. Rs

Cienfuegos

Por trás das imagens em preto e branco de Havana e do belíssimo azul turquesa do mar caribenho, existe um povo muito simpático, prestativo, espirituoso, receptivo e atencioso, inclusive uns com os outros. Além disso, os cubanos são extremamente cultos. Sou FÃ deles! Nunca havia visto um povo que se ajuda tanto em meio a tantas dificuldades. Lá, nós, brasileiros, nos sentimos em casa, principalmente quando ficamos hospedados na casa de cubanos. Eles amam ver novela, vão te convidar para sentar na sala para ver TV e te perguntar se você sabe qual o final da trama (as novelas brasileiras são reprisadas por lá). Rs. Nunca me senti tão em casa estando fora do meu país.

Crianças em escola de Havana. A educação está em primeiro lugar em Cuba

Nesse post você vai encontrar várias dicas de Havana, Varadero e outras cidades históricas e belíssimas de Cuba, como Trinidad, Cienfuegos e Santa Clara. Aqui você também vai descobrir qual a melhor época para visitar o país, além informações sobre visto e moeda. Vamos conferir?

Descubra aqui as melhores ofertas de voos para Cuba!


Quando visitar Cuba?

Trinidad

A melhor época para visitar Cuba é de dezembro a março, quando o tempo está mais fresco e acontecem a maior parte dos eventos culturais. Evite ir no auge do verão (de julho a agosto), para não se sentir um pão de queijo no forno! Rs Entre setembro e novembro, podem ocorrer furacões, então não indico. Advinha em que mês eu fui? Outubro! Maravilha, né? Rs Mas nada aconteceu, graças! Rs Era o único mês em que eu podia tirar férias. Aliás, perguntei na época a um cubano sobre o risco de furacões no país. Olha só o que ele respondeu! :0

A empresa aérea que opera voos entre Brasil e Cuba é a Copa Airlines, com escala no Panamá. Também tem opções como Avianca, com conexão em Bogotá, e LAN e Taca, com parada em Lima.

Como tirar o visto cubano?

Para entrar em território cubano, é preciso tirar visto de turista, que possibilita estada de até 30 dias, podendo ser prorrogada por mais 30. Tirar o visto é simples e há duas maneiras de consegui-lo: através dos Consulados de Cuba no Brasil ou comprando com agências de turismo. Antes de tirar o visto, você vai precisar reservar o hotel e já ter comprado as passagens aéreas, pois essas informações serão exigidas durante o procedimento. Não se esqueça de tomar a vacina da febre amarela e levar a carteira de vacinação.

Playa Ancón, em Trinidad

Importante: Para pisar em solo cubano, é obrigatória a contratação de seguro viagem com cobertura de despesas médicas no país!

Compre aqui seu seguro viagem com 5% de desconto! Assim você me ajuda a manter o blog, sem precisar pagar nada além por isso e ainda ganha desconto! Você será direcionado para a página da Seguros Promo. 🙂

Clique aqui para mais informações sobre como tirar o visto cubano.

Qual moeda se usa em Cuba?

A moeda usada pelos cubanos são os pesos cubanos. Mas, para turistas, a moeda usada é o CUC. Por conta do bloqueio norte-americano, Cuba passou a cobrar uma taxa de 10% sobre o dólar. Por isso, quando eu fui, preferi levar euros para trocar por CUC. Sai mais barato, já que o euro não sofre taxação e é aceito em todos os locais de câmbio em Cuba. No portal da Infotur, você encontra o endereço dos bancos e casas de câmbio onde você pode trocar as moedas. Não se esqueça de, na volta para o Brasil, trocar CUC que sobraram por euros. Eu voltei com 100 CUC para casa, vou fazer o que com essa moeda agora?? Rs. 

Cayo Blanco

Momento descontração: Os cubanos tendem a comer algumas letrinhas finais das palavras, então eles não pronunciam o ‘C’ final de ‘CUC’, o que, para nós, brasileiros, acaba soando bem engraçado, né? Rs Por causa disso, você deve dar algumas boas risadas durante a viagem…Rs. 

Onde se hospedar em Cuba?

Cuba dispõe de excelente infraestrutura turística e não faltam bons hotéis por lá. Se você quiser conhecer de perto a cultura cubana, a dica é se hospedar na casa de uma família local, que tem autorização do governo para receber turistas. Foi o que eu fiz e não me arrependi. Conversamos muito sobre a cultura e costumes cubanos, fizemos grandes amigos e passei noites agradáveis com famílias super atenciosas, tomando sorvete e assistindo novela brasileira. Rs Era como se eu estivesse em casa!

Importante: Se for se hospedar em casa particular, certifique-se de que ela tem autorização do governo para hospedar turistas. Na porta das casas, tem uma placa sinalizando a autorização.

Quantos dias ficar em Cuba?

Reserve no mínimo 10 dias para viajar por Cuba. Fiquei 15 dias no país: 3 em Havana, 2 em Varadero, 2 em Cienfuegos, 2 em Santa Clara, 1 em Viñales e o restante em Trinidad.

Crianças brincando em Havana Velha

A night de Cuba

Prepare-se para bailar muita salsa, rumba, bachata e reggaeton em Cuba. Lá é assim: nas caminhadas diurnas pelas ruas, do nada você vai escutar um som saindo de algum estabelecimento. Daí é só você entrar e curtir! 🙂 E de graça, tá? 🙂

Já na night de Cuba, o lance é o seguinte: você vai ter que bailar, baby! Os muchachos te puxam mesmo para dançar e nem dá tempo de você dizer não! Rs. A diversão se concentra nos cabarés e nas Casas de la Trova. Em alguns lugares, como Varadero, muitos turistas curtem a night dentro dos próprios resorts. Em Havana, tem algumas boites também.

Em Cuba é assim: tem música por todos os cantos. Olha só esse vídeo:

Havana

Comecemos nossa viagem por Havana, capital de Cuba. O primeiro pensamento que virá a sua cabeça, assim que colocar os pés na cidade, provavelmente será: como assim a capital de um país pode ser tão tranquila, com pouquíssimos carros circulando e pessoas caminhando na rua, como se tivessem parado no tempo? Pois Havana é assim, uma capital com ar de interior, com carros antigos e escassos circulando pelas ruas e jovens e mais velhos sentados em banquinhos de praças lendo um bom livro. Sem falar na arquitetura colonial, muito bonita! Como não amar? 🙂

A maioria das atrações de Havana se concentram em três regiões: Habana Vieja (Havana Velha), Centro Habana e Vedado.

Malecón

O que fazer em Havana?

São muitas as atrações de Havana, a capital de Cuba. Muitas mesmo!! Se tiver muito tempo de viagem, fique no mínimo cinco dias. Vou detalhar abaixo cada uma delas:

  • Malecón: Para conhecer Havana, comece caminhando pelo Malecón, ícone da capital de Cuba. Além de ponto turístico, é também ponto de encontro entre os cubanos. Serão 7 km de um passeio à beira mar, que vai te levar a uma viagem entre o passado e o presente de Havana, passando pelos bairros coloniais do centro até os prédios modernos de Vedado. Não deixe de reservar um dia para assistir ao pôr-dol-sol no Malecón, é realmente belíssimo. É certo de que encontrará alguém para bater um bom papo, turista ou cubano. Uma dica principalmente para quem viaja sozinho. 🙂
  • Havana Velha – É em Havana Velha que está localizado o maior núcleo colonial da América Latina. Um passeio por lá vai fazer você sentir que parou no tempo, lá nos anos 1950. É uma pena que muitas das construções e edificações residenciais estão destruídas e bem danificadas. Circule pela Plaza de la Catedral, onde está a Catedral de San Cristóbal com sua arquitetura barroca, considerada uma das mais bonitas das Américas. Aproveite para conhecer o Museo de Arte Colonial, que abriga uma bela exposição de móveis e objetos coloniais. Não deixe de fazer um passeio pela Plaza de Armas. Cercada de construções barrocas, ela abriga o Palacio de los Capitanes Generales, construído para o antigos governantes de Cuba. Lá também ficam o Castillo de la Real Fuerza, mais antiga construção militar de Havana, e o edifício neoclássico El Templete.

         Ainda nos arredores da Plaza de Armas está a Calle Obispo, com seus edifícios datados dos séculos 16 a 19,                um verdadeiro museu a céu abeto de arquitetura colonial. A Plaza de San Francisco e a Plaza Vieja                        também  valem a visita. Nesta última fica a Casa Del Conde Jaruco. Antiga residência da condessa de                      Merlin, escritora romântica cubana que escreveu um livro de viagens sobre Cuba, a casa atualmente abriga                  belas exposições de arte.  

  • Centro Habana e Prado – É no Centro Havana que fica o principal símbolo da capital de Cuba: o Capitolio, antiga sede do governo. Réplica do Capitólio de Washington DC, hoje ele é sede do Ministério da Ciência, Tecnologia e do Meio Ambiente. Por lá você vai encontrar uma biblioteca lindíssima e as antigas câmaras do governo. Vale também uma visita à Real Fábrica de Tabacos Partagás, ao Gran Teatro de la Habana e ao Hotel Inglaterra. A melhor forma de explorar a região é a pé. No Centro Habana também fica o Castillo de San Salvador de la Punta, que hoje abriga um museu naval.

Aproveite para caminhar pelo Paseo del Prado, a avenida preferida dos cubanos para passear. Cercada de                 verde e de charmosos banquinhos sob a sombra das árvores, o Paseo del Prado conta com apresentações de                   bandas musicais e é embelezado por edifícios coloniais, com diversas influências arquitetônicas, datados do                 século 19. Não deixe de visitar também o Museo de la Revolución, onde estão documentos, fotos e objetos              representativos da luta cubana pela independência, com foco na Revolução liderada por figuras como Che                      Guevara e Camilo Cienfuegos. Outro ponto imperdível é o Callejón de Hammel, rua no bairro de Cayo                       Hueso, que abriga um santuário afrocubano a céu aberto, representando cultos religiosos de origem africana                 ainda muito presentes em Cuba.

  • Vedado e Plaza: Você vai gostar de caminhar pelas largas avenidas de Vedado e observar seus altos prédios da década de 1950 e suas mansões neoclássicas. O destaque aqui é a calle (rua, em espanhol) 23, sendo que a região mais famosa é a La Rampa, onde ficam bares, restaurantes, escritórios, além de uma feira de artesanato e o Edifício Focsa, construção da década de 1950. O passeio começa pelo trecho do Malecón, onde está o Hotel Nacional, de arquitetura art déco. A atração imperdível na região é a Plaza de la Revolución, centro político, administrativo e cultura de Cuba. Ela é símbolo da Revolução, pois foi ali que a população comemorou seu triunfo contra a ditadura de Batista. Hoje é local de desfiles militares e celebrações oficiais, onde a população se reúne. No meio da Plaza de la Revolución está o Memorial José Marti, em homanagem ao herói nacional de Cuba. O memorial fica na base de uma torre que tem 109m de altura. Lá em cima, você estará no ponto mais alto de Havana e terá acesso a uma belíssima vista da cidade inteira, inclusive do azul turquesa do mar caribenho.
  •   Arredores de Havana –  Ao redor de Havana, as atrações são as Playas del Este, onde os cubanos costumam ir aos finais de semana. O destaque da região vai para o Cañonazo, cerimônia realizada na Fortaleza de la Cabaña. Geralmente marcado para as 21h (vale confirmar o horário, pois pode ter mudado), o evento é bem interessante. Um grupo de soldados das Forças Armadas Revolucionárias, vestidos em trajes do século 18, disparam tiros de um canhão, simulando uma cerimônia do período colonial, na qual eram usados canhões para avisar os cidadãos que os portões da cidade estavam fechados. Também vale a visita ao Castillo del Morro, fortaleza que começou a ser construída em 1589, com o objetivo de identificar a chegada de piratas. Era lá que ficavam escondidos os tesouros do Novo Mundo. A vista de lá é linda para a cidade e o porto de Havana.  Se tiver tempo de sobra, faça uma caminhada matinal por Miramar, região mais elegante de Havana. Lá estão os hotéis de luxo e as Embaixadas.

Por trás da história de Havana, existe uma curiosidade bem interessante! Saiba mais aqui!

Como se deslocar em Havana?

O meio de transporte mais indicado para se deslocar em Havana é o cocotaxi ou táxi, pois o transporte público por lá não tem ponto nem hora específica. Para percorrer Havana Velha, a dica é usar seus lindos pezinhos ou alugar um riquixá ou charrete.

Cocotáxis em Havana

Onde beber e comer em Havana?

Arroz, peixe, lagosta, camarão e frutos do mar compõem o prato mais comum em Cuba, principalmente em Havana, onde há mais variedade. Por conta das dificuldades enfrentadas pelo país, em cidades como Cienfuegos os habitantes só comem carne de porco, pois não chegam outros tipos de carne por lá. 🙁 Achei a comida bem gostosa em Havana. Por lá, os cardápios também incluem especialidades da comida criolla. Comida caseira e barata você encontra nos chamados paladares, que têm esse nome por conta da novela brasileira Vale Tudo, na qual a personagem de Regina Duarte abre um restaurante chamado Paladar!

Hanoi – Localizado em Havana Velha, o Hanoi é um restaurante cubano-vietnamita, que serve pratos comuns de carne e frutos do mar, preparados ao estilo cubano. No menu tem ainda paella e lagosta.

O restaurante Hanoi

Bodeguita del Medio – Prepare-se para encher a cara com boas doses de rum e coquetéis cubanos! Que o diga o escritor Ernest Hemingway. Ele era cliente assíduo do bar. Antigo ponto de encontro de intelectuais e políticos, hoje a Bodeguita del Medio é um restaurante que serve pratos típicos da região. Porém, recomendo somente pelas bebidas que servem, pois a comida em si não é grande coisa em comparação com outros restaurantes da região. Depois de um passeio pela Plaza de la Catedral, dê uma passada por lá para tomar um mojito e admirar as fotografias e autógrafos de figuras célebres nas paredes do bar, como os do poeta Pablo Neruda e do escritor Gabriel García Márquez.

La Bodeguita del Medio

Coppelia – Gosta de sorvete? Então faça uma visita a uma das filiais da cadeia de sorvetes Coppelia, presente em diversas cidades de Cuba, inclusive em Havana. Prepare-se para a fila!

Onde se hospedar em Havana?

Fiquei hospedada na casa de uma família cubana, na Habitaciones Dos Leones, em Havana Velha. Tel: 0053 07 860 3987. Email: nelsonsarduy@enet.cu. O Nelson e sua família nos receberam muito bem! Foram super atenciosos!

Casa do Nelson

Se preferir hotéis de luxo, sugiro se hospedar em Miramar, pois é lá que está concentrado esse tipo de hospedagem. Porém, fica mais distante do Centro.

Se você preferir se hospedar em hotel, em Havana, reserve aqui pelo blog! Assim você me ajuda a mantê-lo sem precisar pagar nada a mais por isso. Você será direcionado para a página do Booking.com.

Viñales

Quer saber como são feitos os famosos charutos cubanos? Então não deixe de conhecer o Valle de Viñales. Existem vários passeios que partem de Havana para passar o dia nessa pequena cidade rural. Se tiver pouco tempo, aconselho contratar uma agência que faz o tour. Quando estiver lá, você vai passar por diversas casinhas de estilo colonial e conhecer pessoas simples e encantadoras. 🙂 Na praça principal, chamada Parque Martí, ficam a Iglesia del Sagrado Corazón de Jesus e a Casa de la Cultura. A paisagem para o Valle de Viñales é linda com seus mogotes, grandes formações esverdeadas.

Conheça o Mural de la Prehistoria, de autoria do pintor cubano Leovigildo Gonzáles, que retrata a história da evolução. Não deixe de visitar a Cueva del Indio, caverna descoberta em 1920. O começo do tour é feito a pé e depois pegamos um barquinho que faz um passeio pelo rio subterrâneo São Vicente. Vale conhecer ainda a Gran Caverna de Santo Tomás, maior conjunto de cavernas da América Latina. Na volta para Havana, o tour nos leva a uma fábrica de rum, com funcionários muito simpáticos que nos mostram como é feita a bebida. A maior parte dos passeios oferecidos pelas agências visita todos esses locais acima mencionados.

Em Viñales, alguns moradores nos pararam para pedir caneta, que estava em falta no país. Então, se você puder e desejar, leve caneta, sabonete e itens básicos para o passeio, para distribuir por lá a quem pedir. São itens que realmente estavam em falta no país. 🙁 

Está em busca de hotel em Viñales? Reserve por aqui no Booking.com. Assim você me ajuda a manter o blog e não precisa pagar nada além por isso. 🙂

Varadero

Depois de mergulhar na cultura de Cuba, em Havana, e no delicioso rum de Viñales, que tal partir agora para um mergulho no mar azul turquesa de Varadero? Localizado na Península de Hicacos, o balneário é repleto de resorts, restaurantes e bares. Alguns cubanos me disseram que Varadero não é Cuba. Faz sentido, pois a cidade se tornou um lugar meramente turístico, que perdeu a ‘cara’ de Cuba, que Havana, por exemplo, tem. Para quem pretende fazer uma visita a terras cubanas para ter um contato mais próximo com a cultura local, sinceramente não indico Varadero. Mas, para aqueles que desejam curtir um resort e o belo mar caribenho, lá é seu lugar.

Dois dias são suficientes para conhecer Varadero e o típico mar de Cuba. 🙂

O que fazer em Varadero?

Primeiro, curta a belíssima praia local, com sua areia fina e branquinha e de mar azul  turquesa, perfeita para a prática de esportes náuticos. Para quem busca sossego e ama praia selvagem ou pratica mergulho, a dica é Punta Hicacos, área transformada em reserva natural. Outra sugestão é o passeio de lancha a Cayo Blanco, onde fica uma praia maravilhosa, com parada para mergulho com golfinhos. O Museo Municipal, os parques Central e Retiro Josone e o restaurante Las Américas (Mansión Xanadú) são outras das atrações locais que valem a visita, se você tiver mais tempo na cidade.

Quer se hospedar em Varadero? Reserve por aqui no Booking.com. 🙂

Trinidad

Deixei o melhor para o final. :p Trinidad foi a cidade de que mais gostei em Cuba. Primeiro porque ela ainda não é tão badalada quanto Havana e Varadero. E eu adoro lugares não muito explorados. Segundo porque lá estão algumas das mais belas praias de Cuba, localizadas na Península Ancón. E melhor: você pode percorrer e explorar cada uma delas com um simples passeio de bicicleta! Achei as praias de Trinidad mais bonitas do que a de Varadero!

Playa Ancón, em Trinidad

Mas tem um terceiro motivo que fez Trinidad atingir meu coração em cheio: a cidade lembra muito Paraty, no Rio de Janeiro, com suas ruelas de pedras e casinhas coloridas. Fundada em 1514, Trinidad foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Quando estiver na cidade, você vai se sentir na época colonial, isso porque quase nada mudou por lá desde então.

O que fazer em Trinidad?

Em Trinidad não faltam lugares para alugar bicicleta. Para chegar às praias da Península Ancón, que ficam a 10 km ao sul, pegamos nossas bikes e seguimos em uma estrada bem tranquila, pois não tinha muitos carros circulando. Levamos no máximo uma hora e meia para chegar na primeira praia. Pare em cada uma delas, contemple, mergulhe. Algumas possuem bar e gente (mas pouca!), outras são quase desertas. Só não se estenda muito, pois, lembre-se de que vai voltar de bicicleta e a estrada não é iluminada! Dica: Tome uma piña colada na Playa Ancón!

Faça também uma caminhada pela Plaza Mayor, a área principal de Trinidad. Ao seu redor estão atrações como a Iglesia y Convento de San Francisco e a Canchánchara, conhecida por seu famoso coquetel feito de rum. Suba até a torre do Palacio Cantero, de onde você terá uma belíssima vista da cidade, e faça uma visita ao Palacio Brunet, que hospeda o Museo Romántico, onde estão mobílias e objetos pertencentes às famílias ricas da região.

Com 700 m de altitude, a Sierra del Escambray é parada obrigatória para quem passa por Trinidad. A serra é composta de uma ampla área verde, que tem uma importância histórica, pois foi lá que Che Guevara e seus homens passaram dias com o objetivo de derrotar o exército do ditador Batista. É possível conhecer a Sierra del Escambray a partir de Topes de Collantes, que fica a cerca de meia hora de táxi de Trinidad. A caminhada de cerca de duas horas pela mata repleta de eucaliptos, pinheiros, samambaias, plantas tropicais e formações rochosas (é assim mesmo, tudo junto e misturado! rs) leva ao Salto del Caburni, uma cachoeira maravilhosa, que forma uma piscina natural de águas esverdeadas.

Agora bora pra night, gente! A balada de Trinidad fica nas Escadarias da cidade. É ao ar livre e não paga nada! Lá tem música ao vivo e muitos cubanos simpáticos e dispostos a te ensinar a bailar muita salsa. Vai ser difícil dizer não!

Três dias são suficientes para conhecer Trinidad. Reserve um para o passeio de bicicleta e outro para explorar a Plaza Ancón e seus arredores. Deixe o outro dia para conhecer Topes de Collantes.

 Está em busca de hotéis em Trinidad? Reserve por aqui no Booking.com. Assim você me ajuda a manter o blog e não paga nada além por isso. 🙂

Cienfuegos

Playa Rancho Luna

O que tem em Cienfuegos? Uma das mais belas baías do Caribe e um centrinho histórico muito fofo, gente! Construída a partir de elementos neoclassicistas, a pequena cidade de Cienfuegos abriga atrações como o Parque Martí, onde está o Marco Zero da cidade e o Arco do Triunfo de Cuba (tá achando que só Paris tem Arco do Triunfo, meu bem? Rs). Quer apreciar uma bela vista da Cienfuegos? Então suba até a cúpula do Palácio Ferrer. Visite a Catedral de la Purísima Concepción e o Museo Provincial e caminhe pelo Paseo del Prado, rua principal da cidade.

Meu passeio favorito por Cienfuegos foi por Punta Gorda, antigo bairro aristocrático do início do século 20. No caminho, você passará pelo Malecón, com suas diversas e belíssimas casas art nouveau, típicas da época. E quando chegar lá, terá uma vista lindíssima da baía! Conheça também o Palacio del Valle, construído entre 1913 e 1917 e transformado em cassino pelo ditador Batista. Atualmente abriga um restaurante e possui decoração com motivos góticos, venezianos e neomouriscos, semelhantes a algumas construções de Granada e Sevilha, na Espanha. O Cemitério General La Reina, onde está a estátua funerária da Bela Adormecida, também é belíssimo com seu estilo neoclássico. Dá para circular por todo o centro de Cienfuegos a pé.

Pegue um táxi e passe uma manhã na Playa Rancho Luna, que fica a cerca de 20 km ao sul de Cienfuegos. Ela é linda e possui uma parte ainda bem selvagem. Para os amantes do ecoturismo, vale a visita às cachoeiras de El Nicho e ao Valle de Yaguanabo, que abriga lagos, cascatas, além da caverna Cueva de Martin Infierno.

Dois dias em Cienfuegos são suficientes para conhecer as principais atrações turísticas locais. Se quiser fazer os passeios ecológicos, fique mais um dia.

Vai passar uma noite em Cienfuegos? Faça sua reserva por aqui no Booking.com.

Santa Clara

Foi na cidade de Santa Clara que ocorreu a última batalha chefiada por Che Guevara, que levou ao fim da ditadura de Batista. É lá que fica o Conjunto Escultório Comandante Ernesto Che Guevara, composto pelo museu e memorial Che Guevara, atrações imperdíveis para quem visita Cuba! No museu, você vai encontrar objetos pessoais de Che e conhecer em detalhes a história de sua vida e como ele se tornou um revolucionário.  Já no memorial, estão seus restos mortais e de outros 38 de seus companheiros. Na parte externa do Conjunto, tem um grupo de esculturas criadas em homenagem a Che.

Conjunto de esculturas em homenagem a Che

Faça também uma caminhada pela praça principal de Santa Clara, o Parque Leoncio Vidal, e conheça o monumento Tren Blindado, museu monumento criado pelo escultor cubano José Delarra, que representa o golpe de Che Guevara e seus homens contra o exército de Batista, quando Che descarrilou um trem que transportava mais de 400 soldados do ditador.

Tren Blindado

Em dois dias você conhece as atrações principais de Santa Clara.

Vai se hospedar em Santa Clara? Faça sua reserva por aqui no Booking.com.

E você, já foi à Cuba? Conta aqui nos comentários o que achou do país! Ah, e me faz um favor? Visite Santiago de Cuba! Fiquei com essa pendência…rs

Imagina só um lugar que exala êxtase, paixão, sexo…Assim é New Castle! Olha só essa história!

Deixe seu comentário

2 Comentários

  • Maíra
    21 agosto, 2018

    Uau!!! Adorei o post!!! Já estive duas vezes em cuba. Em 2003 e em 2013. Voltarei em dezembro deste ano e sei que muita coisa mudou de lá pra cá. Salvando suas preciosas dicas aqui! 😉

    • Danielle Monteiro
      Danielle Monteiro
      24 agosto, 2018

      Que bom que gostou, Maíra!! Fico muito feliz!! Que bom que, mais uma vez, voltará a Cuba. Sou louca pra voltar pra lá. Minha melhor viagem ever. 🙂 Muito obrigada! Bjoks